O Pórtico

Junto ao pórtico partido para o impossível, onde afrescos e relevos manifestavam o triunfo da sensatez sobre a estupidez, postava-se altivo e inabalável… sem soberba ou presunção

Para mim, parábolas são parábolas, venham elas de um livro cheio de tradição ou de um comercial de TV… e eis que, certa vez, Phlox, denobulano, médico e oficial da Enterprise NX-01 foi ao cinema com uma de suas colegas humanas a bordo. Uma vez que, ao invés de olhar para a tela ele olhava para as reações de todos a sua volta, a colega perguntou: “Não parece interessado no filme, Phlox. Não existem filmes em Denobula Triaxa?” – ao que ele respondeu: “Sim, temos algo semelhante… mas descobrimos que a vida real poderia ser muito mais interessante do que a ficção”.

Se assim pode vir a ser, para nós humanos, ou não eu não sei, entretanto me parece que faz um tempo que enveredamos por um caminho sem volta. Um caminho que passa pela resignificação do Homem para unidade produtiva, peça reposicionável e objeto dispensável individualmente, uma vez que facilmente substituível.

A sombra do medo de perder o superestimado e suposto conforto que se “tem” o homo laboris perde significado como um moribundo hemorrágico que sequer sabe verter, em baldes, o próprio sangue.

Semana passada um amigo – Mairus Maichrovicz – refletindo acerca da situação do mundo corporativo, me disse: “Nessa realidade trabalhamos como não queremos, torcendo para que as horas de cada dia passem o mais rápido possível para que cheguemos ao fim de semana e possamos gozar do conforto que o salário de cada mês nos propicia. Fazemos isso o mês inteiro, para que, ao final, ganhemos nosso salário que vai nos permitir querer que o próximo mês passe mais rápido… quando vemos já envelhecemos”.

Tentamos reencontrar a nós mesmos, enfim, em nossa vida pessoal, seja consumindo aquilo que achamos que precisamos – em nome do tal conforto – seja através de nossas relações com amigos ou com a pessoa amada.

Ah! E que conforto nos proporciona a pessoa amada! Nada mais reconfortante que fruir de uma apaixonada relação amorosa com a pessoa que se considera a certa e derradeira!

Particularmente, tive a sorte – diante da torturante realidade de ser obrigado a fazer meu trabalho de uma forma que não acredito certa – encontrar alguém especial no ambiente de trabalho.

Não sei quantos de vocês já tiveram a oportunidade de aderir a esta má prática deliciosa e que empresta um novo significado para tudo o que se faz no dia-a-dia.

Recomendar? Não me atribuam este papel! Opinião é que nem bunda – cada um tem a sua e, de repente, só sai |v|3rda.

Fato é, contudo, que o mundo é como é, pessoas não são ferramentas e, da mesma forma que o Homem é mais que uma unidade produtiva, a pessoa amada é mais que uma alavanca para alcançarmos a felicidade!

O breve texto de entrada ao topo deste pequeno ensaio descreve o dia-a-dia de um sujeito que viveu a 333 A.C., e que ensinava uma alternativa pouco convencional de se viver e de encarar a vida.

Zenon dissertava ao pé de um Pórtico erigido pelos atenienses após a vitória sobre os persas, que envergava imagens coloridas dos gregos derrotando os bárbaros.

O Pórtico – ou “stoa”, em grego – era o símbolo da vitória da sabedoria sobre a brutalidade, uma franca apologia à capacidade humana em lidar com seus problemas não somente com o ofertado pelos comportamentos óbvios e convenientes que são atribuídos à Natureza Humana, mas também com o ferramental desenvolvido a partir da reflexão, contemplação e sabedoria.

”O mundo é para quem nasce para o conquistar e não para quem sonha que pode conquistá-lo, ainda que tenha razão”, escreveu Pessoa, em Tabacaria.

E é aí que o Estoicismodoutrina fundada por Zenão de Cício (335-264a.C.), e desenvolvida por várias gerações de filósofos, que se caracteriza por uma ética em que a imperturbalidade, a estirpação das paixões e a aceitação resignada do destino, são as marcas fundamentais do homem sábio, o único apto a experimentar a verdadeira felicidade. de Zenon, do Pórtico, pode nos ajudar, uma vez que pregava-o como forma de manter a serenidade diante do revés e do triunfo.

Fugindo das noções artificiais e convenientes de necessidade, de conforto e de prazer, o Estoicismo defendia uma vida não conflitante com o entorno, simplicidade nas vestes, na alimentação e no estilo de vida.

Diante da adversidade “Abster-se e Resignar-se”.

Não se trata de não ligar para mais nada, apesar de Zenon ter sido profundamente influenciado por Crates, adepto da escola filosófica dos Cínicosrelativo a ou adepto da doutrina dos filósofos gregos Antístenes de Atenas (444-365 a.C) e Diógenes de Sinope (400-325 a.C.), que se caracteriza esp. pela oposição aos valores sociais e culturais em vigor, com base na convicção de que não é possível conciliar leis e convenções estabelecidas com a vida natural autêntica e virtuosa..

Trata-se de ser capaz de encarar os fatos sem otimismo e sem pessimismo, abstendo-se de ser tendencioso.

Zenon era filho de pais ricos e, a certa altura, perdeu todas suas posses em um naufrágio. Ao tomar conhecimento do ocorrido serenamente disse: “O destino queria que eu filosofasse mais desembaraçadamente”.

Não é que nada tenha importância ou significado… é que se, por desventura, a vida lhe atira limões, faça uma limonada!

17 replies on “O Pórtico”

  1. Many thanks! An excellent site! I like to read it.
    tramadol cialis buy viagra hydrocodone buy levitra xanax buy phentermine buy xenical buy fioricet ultram valium buy ambien

  2. Many thanks! An excellent site! I like to read it.
    tramadol cialis buy viagra hydrocodone buy levitra xanax buy phentermine buy xenical buy fioricet ultram valium buy ambien

  3. Thanks a lot for such a wonderful site i see that you created it going the whole hog!!
    propecia buy generic cialis buy generic tramadol generic levitra generic viagra generic propecia generic xanax generic fioricet generic valium generic ambien

  4. Thanks a lot for such a wonderful site i see that you created it going the whole hog!!
    propecia buy generic cialis buy generic tramadol generic levitra generic viagra generic propecia generic xanax generic fioricet generic valium generic ambien

  5. Wonderful site!
    buy propecia buy generic cialis buy generic tramadol generic levitra generic viagra generic propecia generic xanax generic fioricet generic valium generic ambien

  6. Hello, very good site.
    viagra online buy viagra generic viagra cheap viagra order viagra buy viagra online buy tramadol online tramadol online tramadol infrarot waermekabine

  7. Hello World!
    generic tramadol generic cialis generic levitra generic viagra buy generic valium order tramadol online order levitra order viagra xanax order cialis infrarot waermekabine

  8. Hello, my boyfriend got me to look at this site and I loved the stuff.
    buy viagra buy cialis buy phentermine get viagra buy viagra online buy hydrocodone hydrocodone xanax online tramadol xanax online infrarot waermekabine

  9. This site is the best!
    cheap phentermine order phentermine cod phentermine cheap phentermine viagra prescription tramadol cialis online cialis discount levitra order levitra infrarot waermekabine

  10. Hello, my boyfriend got me to look at this site and I loved the stuff.
    buy hydrocodone buy tramadol online ultram buy cheap xanax hydrocodone generic tramadol order cialis infrarot waermekabine

  11. Hi, nice site!
    hydrocodone buy hydrocodone hydrocodone online hydrocodone order hydrocodone buy hydrocodone online tramadol buy tramadol tramadol online cheap tramadol order tramadol buy tramadol online

Comments are closed.