Portal de Conhecimento do NDPC

Em Janeiro deste ano, a digitalorientedtechnologies – minha empresa com o Angelo Braga, Cris Dias e Mairus Maichrovicz – resolveu se engajar em uma parceria de cunho social com o Núcleo de Desenvolvimento do Potencial Cognitivo. Mas o que você tem a ver com isso?

…A princípio, nada… mas o projeto é muito interessante, de repente, você acaba se identificando com ele caso analise um pouco mais a fundo a idéia.

Sob as asas do Instituto Pão de Açúcar de Desenvolvimento Humano, o NDPC é uma instituição que aposta no Programa de Enriquecimento Instrumental e na Teoria da Modificabilidade Cognitiva Estrutural para fazer diferença com um programa suplementar de educação para adolescentes com dificuldades de aprendizado.

Embora o projeto do NDPC com o Instituto Pão de Açúcar tenha como alvo crianças carentes, o NDPC vêm trabalhando não só casos educacionais usando o PEI, mas também casos de Síndrome de Down, Doença de Alzheimer e pacientes que sofreram AVC.

Fiquei bastante impressionado com o que vi até hoje do trabalho do NDPC usando o Programa de Enriquecimento Instrumental e acabei resolvendo entrar em um curso Básico, que me habilitaria a aplicar o programa em determinado perfil de mediado.

Não é magia… é Psicopedagogia… é Psicologia Cognitiva… é Auto-Conhecimento… é conhecimento dos processos cognitivos! Cheira a Piaget, mas não é só Piaget… Lembra Vygotsky, mas não é só Vygotsky. O Programa de Enriquecimento Instrumental é uma ferramenta estruturada por Reuven Feuerstein não para um público alvo específico, mas para qualquer indivíduo interessado em ser capaz de estabelecer um maior número de relações entre sua experiência pregressa, eventos presentes e situações que ainda estão por acontecer.

Os instrumentos são muito interessantes e instigantes, apesar de sua aparente simplicidade. Através de um Mediador – aplicador de PEI – o mediado percebe qual é sua natureza na resolução de problemas, passa pela experiência de perceber que resolve todo tipo de problemas da mesma forma, identifica os processos de raciocínio, atitudes e vícios na solução destes problemas e é incentivado a buscar uma equalização de seu comportamento, transformando seus defeitos em qualidades bem dosadas.

Passando pela experiência de aprendizado na aplicação dos instrumentos, fiquei profundamente impressionado com seu potencial de ajudar o indivíduo a entender a si mesmo e toda uma série de importantes conceitos, enquanto absorve extenso vocabulário necessário para a correta compreensão dos processos mentais envolvidos no raciocínio.

Desenvolvemos o Portal de Conhecimento usando a mesma ferramenta usada na construção da Wikipedia, a maior enciclopédia da Internet – constantemente citada aqui no 5arcasmos |v|últiplos. Isso garante constantes atualizações da ferramenta e incentiva os mais de cem cadastrados na comunidade a possibilidade de publicar ensaios, casos clínicos, dúvidas, indicações de livros, discussões acerca de tópicos relacionados, fotos e ilustrações que tornem mais fácil o entendimento de seus artigos por parte de outros mediadores.


Clique na figura para ampliá-la…

O segredo do Portal, contudo, é muito menos a ferramenta que o esmerado trabalho de criação e gestão de conteúdo, feito conjuntamente por todos os Educadores, Mediadores e Profissionais de Saúde – com formação em toda sorte de disciplina além do próprio Programa de Enriquecimento Instrumental – e pela digitalorientedtechnologies, que é entusiasta do uso da tecnologia MediaWiki para a criação de comunidades do tipo.

O fato é que o custo de propriedade de um Portal de Conhecimento como este, para qualquer outra disciplina, é zero, só envolvendo um pequeno custo de implantação da ferramenta e um reduzido custo de manutenção, hospedagem e gestão de conteúdo.

Usando a mesma tecnologia, é possível gerir conteúdo de um livro feito a quatro mãos, uma pequena enciclopédia técnica acerca de um assunto determinado, todo fluxo de informações de um projeto, a gerência de projetos de qualquer tipo ou, como no caso do Sistema de Saúde do Distrito Federal – que nós também levamos a cabo – a gestão de todo conhecimento granulado na forma de artefatos de desenvolvimento de sistemas e documentação técnica multidisciplinar da área de saúde.

Aos interessados, o Portal de Conhecimento foi ao ar no dia 23 de Janeiro de 2007, e atende somente aos cadastrados, embora seja possível acompanhar seu desenvolvimento através do endereço http://ndpc.subtom.com.br.

Interessados podem pedir seu cadastro através do e-mail: ndpcontato@gmail.com, informando seu nome completo, e-mail e o nome de usuário que deseja (formado pelo nome somado a um sobrenome – ex: “JoaoSilva”).

Vale dar uma olhada!

Join the Conversation

3 Comments

  1. Que surpresa boa poder ler de novo algo que vc escreveu e que toca em assunto de meu interesse nesses 10 minutos de descanso.

    Programas voltados para a queda de rótulos e da passividade que assolam a educação são extremamente bem vindos, uma vez que colaboram para a disseminação do conceito da multiplicidade de dimensões que são tecidas nas relações ensino-aprendizagem. Contribui-se, assim, para a desintegração do mito reducionista, formatado e excludente (com maestria criticado por Paulo Freire) que embebe o processo educativo e que tentam ardilosamente, por comodismo e conveniência, nos empurrar.

  2. Oi td bem??

    gostaria de uma definicao do que eh portal do conhecimento, qd pesquiso acho muita coisa, mas naum uma definicao especifica. Aguardo resposta.Obrigada

  3. Maira,

    Há muita informação na web sobre o que são portais de conhecimento.
    Imagino, contudo, que queira algo mais objetivo.

    Vejamos se consigo ajudar…

    Tudo começa com a diferença entre Dados, Informação e Conhecimento.
    Dados são tijolos que formam a informação.
    Informação são módulos que compõe o conhecimento.

    Mas a transição é o que é mais importante.
    Para que um conjunto de dados se transforme em informação é necessário que haja Significado envolvido.
    Ou seja… não adianta juntar todo tipo de dado sem relevância ou inter-relação e achar que, com isso, se está montando uma informação.
    É preciso que haja Relevância+Inter-Relação e, portanto é preciso que os Dados reunidos tenham Significado.

    A transição de Informação para Conhecimento é um pouco mais complexa…
    Para que blocos de Informação se transformem em Conhecimento é necessário que estes garantam que estes grupos de informação sejam coesos o suficiente para que o “espectador” destas informações absorva cognitivamente a Informação ao ponto desta se transformar em algo que gere Reflexão e que seja Reutilizável.
    É preciso, portato, que haja Reflexão+Reutilização para que um conjunto de informações gerem Transcendência.

    Um portal de conhecimento teria, portanto, de permitir que diferentes envolvidos coleta de dados, na geração de informação e na construção de conhecimento, trabalhassem de forma participativa, sem necessariamente entender todas as partes do processo ao mesmo tempo.

    Os coletores alimentam o portal com Dados, os depuradores aglutinam, a partir dos dados a Informação com vários SIGNIFICADOS e os consolidadores usam desta Informalção para construir Conhecimento capaz de promover TRANSCENDÊNCIA.

    Em um portal de conhecimento em medicina, por exemplo, equipes multidisciplinares, enfermeiros e cuidadores podem alimentar o sistema com dados a respeito de um paciente, uma série de outros profissionais que trabalhem em outra esfera disciplinar transformam estes dados em documentos usando todo texto e artefatos gerados pelas equipes e um último grupo – de clínicos gerais ou especialistas em diagnósticos – constroem novo material a partir dos pedaços reutilizáveis criados por aqueles que fizeram o corte informacional.

    Átomos, Moléculas, Sólidos… é um conceito muito parecido.

    O que ocorre, no fim, é que documentos e artefatos apresentáveis e inteligíveis são disponibilizados colaborativamente e sem que uma única pessoa tenha que aglutinar uma quantidade absurda de conhecimento dentro de si.

    O Portal de Conhecimento é uma espécie de trampolim para a Sabedoria, sob certo aspecto.
    Portais de Conhecimento são Portais para uma outra dimensão do aprendizado e do entendimento dos Significados e Transcendências.

    É por isso que, pessoalmente, acho essa história de Era da Informação, uma coisa bem frívola… me acordem quando chegar a era do Conhecimento.

    Espero que tenha ajudado.

    Se possível entre em contato para me dizer se ajudou.

Leave a comment