Jovens Titãs

Jovens Titãs

January 30, 2008  |  Animação, Quadrinhos

Já faz um tempo que eu assisto desenhos animados mais infantis, como Kim Possible, por exemplo. Útil para quem vai ser pai em breve – como é o meu caso – aprendi (sem grande esforço) a gostar de alguns deles.

teen_titans_jovens_titas.jpg
Os Jovens Titãs – traduzido de Teen Titans – é um desenho baseado na revista em quadrinhos Novos Titãs (The New Teen Titans), criado por George Pérez e Marv Wolfman nos anos 80, sendo que, enquanto nos Novos Titãs a idade das personagens estivesse pouco acima dos 20 anos, nos Jovens Titãs suas idades estão em torno dos 15 à 17 anos.

O desenho tem características bastante especiais e foi criado por Sam Register, Glen Murakami e desenvolvido por David Slack. Seu cancelamento deixou saudades e muitos fãs nos EUA, além de cinco ótimas temporadas – conforme anunciado em 2005 pelo site TitansTower.com.

Embora tivesse tudo para que eu não gostasse, como leitor de quadrinhos – uma vez que o desenho jamais foi estabelecido como parte da cronologia oficial da DC Comics – o desenho me cativou principalmente graças a nova leitura de uma de minhas personagens prediletas dos quadrinhos: Ravena (Raven na versão em inglês).

teen_titans_jovens_titas_01.jpg

Além de Ravena, o grupo é formado por Robin (nos quadrinhos já com o nome de Asa Noturna), Estelar (Starfire), Ciborgue (Cyborg) e Mutano (Beastboy), mas a natureza complexa e soturna da minha predileta do grupo, que já me fascinava nos quadrinhos, me fascinou ainda mais no desenho animado.

Apesar das críticas de que o desenho é um tanto infantil eu acredito que seu espaço está garantido junto aos mais novos e me parece que sua aceitação é grande (ainda mais se você faz uma breve busca em comunidades no Orkut). Os temas guardam especial atenção a dilemas morais e escolhas difíceis enquanto descrevem arcos de história bastante interessantes com traço e animação magníficos.

Assim como nos quadrinhos, o desenho animado é centrado nas personagens mais que em qualquer outra coisa – sem no entanto explorar seus alteregos – entrando até mesmo em questões delicadas e interessantes como triângulos amorosos, culpa e preconceito.

ravena_raven_teen_titans_jovens_titas_01.jpgRavena é uma personagem especialmente interessante… êmpata, teleporter, defender, precognitiva e capaz de controlar sua criatura interior (soul self) para combater fisicamente ou em missões de reconhecimento, suas origens são sombrias e sua forma corpórea resulta da união de uma mortal e um demônio.

Por mais que todo este papo pareça geek demais para quem não aprecia quadrinhos e super-heróis, estamos falando do poder da Liturgia Ficcional e da tele-dramaturgia pop na educação das crianças que os assistem.

Com uma origem complexa e tendo sua passagem pelos quadrinhos distribuída em três encarnações, Ravena é um poço de subtextos e metáforas que, se identificadas, descrevem um indivíduo problemático e cuja riqueza de ensinamentos já era grande quando eu li. Ravena muda ao longo do tempo, seus poderes mudam, sua aparência muda, ela se culpa, se redime, se sente morrendo e renascendo – um prato cheio pra qualquer analista!

Transformar uma personagem tão sombria em uma adolescente não deve ter sido nada fácil, sobretudo considerando o grande trabalho que foi feito em garantir que as perdas na mensagem fossem mínimas sem tornar a personagem ininteligível para os seus espectadores mirins.

A Ravena adolescente é o protótipo da criança problemática, soturna por natureza, melancólica, cujos pais eram de mundos diferentes, um deles profundamente diferente da personagem e facilmente reprochável em sua natureza. O semblante sempre nas sombras, as roupas escuras, a voz na animação da Warner e todas as idiossincrasias que a personagem apresenta nos remete ao movimento Gótico (denominado Dark nos anos 80) sem dificuldade e acaba conquistando adolescentes aos montes como fãs.

ravena_raven_teen_titans_jovens_titas_00.jpg

Analisando com cuidado e sem torcer o nariz, as diferentes personagens de desenhos animados e quais deles são os prediletos de nossas crianças, creio eu, poderemos entendê-los melhor… contanto que não esqueçamos de conversar com a criança para compreendermos seus motivos conscientes da escolha.

Ao que parece a DC Comics não ignorou o sucesso conseguido pelo desenho animado e começou a publicar em quadrinhos a revista Teen Titans Go!, que retrata os personagens desta produção.

Alguns fãs até mesmo começaram a trabalhar em um projeto independente de animação 3d.

Para os pai que gostam de indicar joguinhos bacaninhas para os filhos, segue um jogo especial dos Jovens Titãs:

O Jogo dos Jovens Titãs…

A introdução do desenho dos Jovens Titãs:

Assita no YouTube…

Uma cena de Ravena:

Assita no YouTube…

p5rn7vb
Divulgue no Facebook



103 Comments


  1. kethelyn fernanda veiga da silva que mandou o outro comentario de junho 9,2012

  2. eu adoro muito a ravena eu gosto tanto dela que queria ate que ela namorace com o robin eu gostei mais do ep o fim do mundo completo tenho milhares de desenhos da ravena no meu caderno de desenho eu adoro ela eu queria saber como o criador comseguiu fazer uma perssonagem igual a ravena eu brinco de os jovens titans e falo que sou a ravena eu amo tanto ela quie poderia falar o nome dela mil vezes olha ravena ravena ravena ravena tanben gosto da estelar o mutano e o cyborg

    FIM *_*

    DE:Kethelyn PARA:os publiucos

    beijos beijos

Trackbacks

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.