Sexo: O peixe morre pela boca

February 22, 2011  |  Animação, Brinquedos, Conspirações, Esportes, Jogos

Em recente e alarmante notícia veiculada pelo Terra, “O tabaco, substância presente no cigarro, e o consumo de bebidas alcoólicas sempre foram apontados como um dos principais fatores para desenvolvimento de câncer na região da garganta”, e até aí estaria tudo muito bem se o primeiro parágrafo não fosse arrematado com, “Pois agora cientistas afirmam que o sexo oral ocupa o topo da lista entre os comportamentos de risco.”

Ao que parece o HPV é a principal causa de câncer de garganta em menores de 50 anos e, uma vez que as principais vítimas de câncer de garganta são homens acima dos cinquenta, a pesquisa parece apontar que sejam rapazes, moças ou senhores acima dos 50… ou seja.. está todo mundo mandando ver no boquete!

Ainda segundo a notícia, a Inglaterra e Suécia também identificaram aumento da doença devido ao HPV, o que significa que a situação – e a prática – vem se alastrando de forma inexorável desde 1970. Segundo estudos, a relação entre HPV não passava de 25% e agora está acima de 90%, sugerindo que chupa-se muito mais hoje do que no passado.

A pesquisadora Maura Gillison ressalta que o risco aumenta de acordo com o número de parceiros, o que coloca em cheque praticantes de Gang-Bang, Swing e Menage a Trois… ou mesmo pessoas que simplesmente fazem demais a coisa.

Em estudo conduzido na Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, ficou claro que pessoas que tiveram mais do que seis parceiros com quem praticaram sexo oral tinham nove vezes mais chances de desenvolver câncer de garganta, o que sugere que a cada pinto as chances de desenvolver a doença aumentam em 1,5 – muito mais risco do que se espera de colocar um cigarro na boca.

Depois de tanta campanha anti-tabagista a notícia coloca em perspectiva o colossal esforço de fiscalização empreendido, talvez indicando que o que deveria ser proibido era o sexo oral em lugares fechados ou – por que não? – uma campanha de conscientização do felador-passivo.

Não sem certo constrangimento médicos em todo mundo, que participaram do levantamento estatístico, sugeriram que homens também sejam vacinados, bem como meninas a partir dos 12 anos de idade – por muitos considerada a idade do “Tchibum”.

Uma vez que outras pesquisas apontam para o fato de que a Maconha pode reduzir o aumento do Câncer de Mama, o mundo como nós o conhecemos pode estar prestes a mudar profundamente, corroborando com a realidade de que muitas mulheres estão largando os pintos pelos peitos, em muitos casos enquanto fumam Maconha.

A vacina, segundo estatísticas, previne em até 90% as chances do desenvolvimento do câncer de garganta em praticantes de sexo oral, garantindo ao desportista uma queda nos riscos para 0,15 de desenvolver a doença, por parceiro (mais do que razoável de acordo com os índices da Organização de Saúde) e suficiente para um aumento de autonomia de pelo menos 6 parceiros e meio por ano e não mais que 9 vezes mais chances de desenvolver câncer de garganta ao longo de 10 anos do que uma Católica praticante ou um Padre – caso este seja celibatário, obviamente.

Notícia original no Terra
Maconha pode conter câncer de mama, diz pesquisa

Divulgue no Facebook



Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.