Carl Sagan faria hoje 77 anos

November 10, 2011  |  Ciência

Carl Sagan foi um grande mestre para mim quando adolescente e o grande responsável pelo meu fascínio pela Ciência e pela minha profunda ligação com a Filosofia – o que eu viria a descobrir mais tarde.

A série Cosmos, por ele produzida e exibida pela Globo no Brasil no início da década de 1980 marcou época e semeou o pensamento crítico e a noção histórica para muitos jovens que, como eu, não conseguiam fazer outra coisa senão sentar diante da tela da TV nas manhãs de domingo para assistir a “viagem pessoal” de Sagan.

Um dos maiores divulgadores científicos do Século XX, Carl Sagan representava o que havia de melhor na Ciência enquanto disciplina e, em sua longa carreira, participou do Programa Espacial nas missões Apollo, Mariner, Viking, Voyager e Galileu, foi uma das peças chaves no entendimento do Efeito Estufa, recebeu o o prêmio da Academia Nacional de Ciências, 22 títulos honoris causa de instituições acadêmicas, medalhas da NASA por Excepcionais Feitos Científicos, o Prêmio de Astronáutica John F.Kennedy da Sociedade Astronáutica Norte-Americana, p Prêmio de Beneficência Pública por “distintas contribuições para o bem estar da humanidade”, a medalha Tsiolkovsky da Federação Cosmonáutica Soviética e o prêmio Pulitzer de literatura.

Chega a ser tedioso discorrer acerca de suas conquistas e de sua contribuição para o presente e para o futuro da Humanidade, de tão extensa que seria a lista.

Enquanto “Cosmos” foi uma de suas obras mais notórias, “Dragões do Eden” foi sua obra seminal e, dentre as obras que produziu, Sagan foi capaz de deixar um importante instrumento que, desde então, serve para semear o fascínio pela Ciência na mente de jovens em todo o mundo… o livro “Contato”.

Transformado em filme de forma extremamente competente por Jody Foster, o livro é uma declaração de amor à Ciência, ao conhecimento e à tolerância ideológica.

A Humanidade deve muito a um sem pequeno número de pessoas das quais não se recorda, das quais caçoa e das quais jamais ouviu falar. Nosso vida está intrínsecamente ligada a Tales, Sócrates, Platão, Aristóteles, Aristarco, Hipácia, DaVinci, Newton, Bohr, Einstein, Lindt e não conseguimos ou não estamos interessados em saber disso. Sagan e tantos outros cientistas e filósofos mais contemporâneos merece um lugar de honra entre o panteão de semi-deuses da história Humana.

Com produção de Seth MacFarlane, “Cosmos: A Space-Time Odyssey” está planejada para ser lançada em 2013, tabém com 13 episódios escritos por Ann Druyam (viúva de Carl Sagan) e roterista e produtora da série original. O apresentador no lugar de Sagan será astrofísico Neil deGrasse Tyson.

Cosmos é uma obra fundamental e deveria ser obrigatória em escolas do mundo inteiro. Seu conteúdo não cai na armadilha de atacar qualquer outra ideologia e celebra todos os aspectos da Virtude Humana. Em mais de 30 anos ouvimos falar muito pouco de Cosmos, mas a obra é facilmente adquirida nos dias de hoje e vale a pena fazê-lo para mostrar a seus filhos e assistir com amigos.

Carl Sagan faria 77 anos hoje… ele persiste na memória de todos os que inspirou. Esperemos que sua última viagem pessoal pelas margens do oceano cósmico esteja sendo tudo que sempre esperou.

Divulgue no Facebook



1 Comment


  1. “Onward to the Edge”

    [Neil deGrasse Tyson]
    The act of moving onward means we pass these sign posts
    One of them was first leaving earth
    The next one is hanging out on the moon
    What’s next? The planets

    Onward to the edge
    We’re moving onward to the edge
    Here we are together
    This fragile little world

    [Brian Cox]
    This is our sun
    Just another star in a sea of stars
    The heart of the solar system
    Just another star in a sea of stars

    Mercury is the closest planet
    This tortured piece of rock has been stripped naked

    [Tyson]
    The moon has a sky
    It has a horizon
    It’s another world

    It’s got earth in the sky
    Just the way we have the moon in the sky

    (refrain)

    We’re not the only world to think about
    Worlds unnumbered
    We’re not the only world to think about
    Think about worlds unnumbered

    [Carolyn Porco]
    There is a powerful recognition
    That stirs within us
    When we see our own little blue ocean planet
    In the skies of other worlds

    The Saturn system
    Offers splendor beyond compare
    Because of its rings
    And very diverse moons

    [Tyson]
    These are no longer abstractions
    These are worlds
    Maybe there’s life there
    They’ve changed how we think about Earth

    [Cox]
    “A mote of dust suspended in a sunbeam
    The pale blue dot” (Carl Sagan)

    (refrain)

    The laws of nature create
    Vastly different worlds
    With the tiniest of changes

    [Tyson]
    When I reach to the edge of the universe
    I do so knowing that along some paths of cosmic discovery
    There are times when, at least for now,
    One must be content to love the questions themselves

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.